Mais de nove mil eleitores do Oeste Paulista correm o risco de ficar sem título de Eleitor
Nossa Lucélia - 18.04.2017


Cidadãos que não votaram ou não justificaram a ausência nas três últimas eleições precisam regular a situação até o dia 2 de maio


REGIÃO - Os eleitores que não votaram nas três últimas eleições devem regularizar a situação até o dia 2 de maio. Nesta segunda-feira (17), o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) informou que a região de Presidente Prudente possui 9.190 cidadãos que não escolheram seus representantes políticos no período e não justificaram a ausência.

Ainda segundo o TRE-SP, após o prazo, os eleitores que não quitarem suas pendências com a Justiça Eleitoral terão o título cancelado. "Cada turno de votação é considerado uma eleição para efeito de cancelamento do título", salientou o tribunal.

O TRE-SP enfatizou que a regra não se aplica aos eleitores com voto facultativo (analfabetos, pessoas de 16 a 18 anos incompletos e maiores de 70 anos) ou com deficiência previamente informada à Justiça Eleitoral, que não necessitam de comparecer ao cartório para regularizar a sua situação.

O Estado soma 519.599 eleitores que correm o risco de ter o documento cancelado. Para evitar que isso ocorra, o eleitor deve agendar atendimento no site do TRE-SP e então comparecer ao cartório eleitoral portando documento oficial, comprovante de residência e, se possuir, título eleitoral e os comprovantes de votação, de justificativa ou de quitação de multa.

IMPEDIMENTOS - Com o título eleitoral cancelado, o eleitor fica impedido de obter passaporte, inscrever-se em concurso público, assumir cargo ou função pública, renovar matrícula em estabelecimentos oficiais de ensino, obter empréstimos em caixas econômicas federais e estaduais e até mesmo receber salário (em caso de servidor público), entre outros impedimentos.

PROCEDIMENTO - Em anos sem eleições, a Justiça Eleitoral verifica no cadastro nacional quais eleitores não votaram nem justificaram a ausência nos três últimos turnos. O objetivo do procedimento é atualizar o cadastro nacional de eleitores.

OESTE PAULITA - Ainda conforme o TRE-SP, fora o município de Rosana, que não possui nenhum eleitor em situação irregular, as demais cidades contam com cidadãos com pedências com a Justiça Eleitoral.

Confira a lista abaixo:

Adamantina: 304
Alfredo Marcondes: 27
Álvares Machado: 304
Anhumas: 34
Caiabu: 27
Caiuá: 53
Dracena: 493
Emilianópolis: 24
Estrela do Norte: 20
Euclides da Cunha Paulista: 125
Flora Rica: 18
Flórida Paulista: 88
Iepê: 67
Indiana: 16
Inúbia Paulista: 28
Irapuru: 68
João Ramalho: 44
Junqueirópolis: 174
Lucélia: 249
Marabá Paulista: 49
Mariápolis: 33
Martinópolis: 15
Mirante do Paranapanema: 216
Monte Castelo: 33
Nantes: 21
Narandiba: 47
Nova Guataporanga: 20
Osvaldo Cruz: 224
Ouro Verde: 89
Pacaembu: 145
Panorama: 193
Parapuã: 106
Paulicéia: 80
Piquerobi: 35
Pirapozinho: 322
Pracinha: 17
Presidente Bernardes: 151
Presidente Epitácio: 544
Presidente Prudente: 2.813
Presidente Venceslau: 358
Rancharia: 293
Regente Feijó: 194
Ribeirão dos Índios: 15
Rinópolis: 84
Rosana: 0
Sagres: 22
Salmourão: 37
Sandovalina: 45
Santa Mercedes: 42
Santo Anastácio: 201
Santo Expedito: 18
São João do Pau d'Alho: 11
Taciba: 57
Tarabai: 85
Teodoro Sampaio: 308
Tupi Paulista: 104


Fonte: Do G1 Presidente Prudente

Voltar para Home de Notícias


Copyright 2000 / 2017 - All rights reserved.
Contact: Amaury Teixeira Powered by www.nossalucelia.com.br
Lucélia - A Capital da Amizade
O primeiro município da Nova Alta Paulista